Páginas

segunda-feira, março 10, 2014

CRÍTICA: Livro versus Filme - A menina que roubava livros

"A trajetória de Liesel é contada por uma narradora mórbida, surpreendentemente simpática. Ao perceber que a pequena ladra de livros lhe escapa, a Morte afeiçoa-se à menina e rastreia suas pegadas de 1939 a 1943. Traços de uma sobrevivente: a mãe comunista, perseguida, envia Liesel e o irmão para o subúrbio pobre de uma cidade alemã, onde um casal se dispõe a adotá-los por dinheiro. O garoto morre e é enterrado por um coveiro que deixa cair um livro na neve. É o primeiro de uma série que a menina vai surrupiar. O único vínculo com a família é esta obra, que ela ainda não sabe ler. Assombrada por pesadelos, ela compensa o medo e a solidão das noites com a conivência do pai adotivo, que lhe dá lições de leitura. Alfabetizada sob vistas grossas da madrasta, Liesel canaliza urgências para a literatura. Em tempos de livros incendiados, ela os furta, ou os lê na biblioteca do prefeito da cidade.A vida ao redor é a pseudo-realidade criada em torno do culto a Hitler na Segunda Guerra. A Morte, perplexa diante da violência humana, dá um tom leve e divertido à narrativa deste duro confronto entre a infância perdida e a crueldade do mundo adulto, um sucesso absoluto - e raro - de crítica e público."

Com uma sinopse profunda e uma repercussão grande, esse título fez tanto sucesso entre todos os públicos que este ano chegou aos cinemas. Com fotografia muito bonita que me dá a impressão de já ter visto algo parecido antes, é uma história realmente emocionante (chorei com o livro), mas posso afirmar que o filme não me causou toda essa boa impressão não.
Logo após a estréia, baixei o filme na expectativa forte de amar e me emocionar mais ainda assistindo o dito cujo, mas o resultado foi decepção. E cansaço também, pois não tive paciência pra ver nem metade do filme, logo adiei e vi o resto uma semana depois. Continuei decepcionada. Vi ainda muitas pessoas elogiando, e até agora nenhum conhecido meu falou que não gostou.
Mas na minha simples opinião, e de uma forma bem direta: eu li o livro numa expectativa muito boa e elas foram alcançadas, me deixando altamente emocionada e impressionada, recomendando o livro a todos que pediam sugestão. Mas, um ano depois de ter lido, vi o filme e sem dúvidas ele não chegou aos pés da obra inicial. Foi uma grande decepção. Sei que vou ouvir muita gente discordando de mim, e eu realmente admito que a produção foi boa, o elenco foi bem escolhido, e as imagens do filme são incríveis, totalmente fiéis ao que estava escrito. Mas no quesito passar a história junto com a emoção do livro para a tela, o resultado foi frustrante. Tudo foi bem feito, mas deixou muito a desejar. Nota: 6

1 comentários:

Karoline coltine disse...

Eu amei o Livro ,Para quem gosta de historia e de desafio vai gostar e eu achei muito triste realmente por que so acontecia #@!@- Do começo ao fim do Filme e do livro eu chorei ! Claro que o livro vai ser muito melhor que o filme mais não e a mesma coisa o livro voce imagina como e , então acho que para vc fico assim por causa que voce imagino outra coisa igual no "A culpa e das estrelas" Eu amei o livro mais eu vi o trailer e nada ver ;/
By : girlaloneone.blogspot.com