Páginas

terça-feira, março 15, 2011

Sim, sim e sim!

4965070182_9da777fb28_z_large
Vai chegar num ponto onde você vai querer chorar, mas está tão rodeada de problemas que não sabe qual escolher primeiro. Afinal, todos são piores. Vai ter aquele dia em que você vai chegar em casa e correr pro seu refúgio, abraçar seu travesseiro e só querer que a noite termine.

Todos um dia vão se perguntar porque a infância não durou mais, porque a coragem não veio quando você mais precisou e afinal, poderia ter sido diferente.

Mas não, no dia seguinte, você vai sair na rua e achar aquela pessoa que você nunca notou, mas sempre estava lá. Vai ver que os raios mais brilhantes de sol vem depois das piores tempestades, que tudo que tu falou até agora valeu a pena, que aquela coragem que faltou naquele dia teve o maior propósito: seu crescimento.

Se você parar pra ver, hoje tu sai sorrindo pras paredes quando tá feliz, anda de cabeça baixa e totalmente reservado quando tá triste, chama palavrão quando tem raiva, e ainda grita quando acontece algo realmente ruim. Hoje, sua atitude é totalmente como você queria há um tempo atrás. Você vê que passou a infância toda admirando as pessoas mais velhas por elas serem tão admiradas pelas outras, e hoje o que cai por cima de você não é mais chuva, é elogio.

Hoje não escrevo textos só para desabafar, mas pra compartilhar um pedaço de mim com o mundo. Com todas as minhas experiências vividas ou vividas por pessoas próximas, gosto e quero ajudar. Preciso, tenho a enorme necessidade de ser vista pelo que eu me esforço tanto pra fazer, mas sei que com minhas palavras, sou vista mais do que posso imaginar. Daqui há uns anos, quero parar e mostrar pros meus filhos o que eu construi com tanto amor, com tanta dedicação, quero olhar pra trás e ver que mesmo com consequências, fiz tudo que podia pra ser feliz e pra ver a felicidade dos outros. Quero dizer com muito orgulho: Experimentei todas as emoções que existem, e sim, fui muito feliz!

1 comentários:

Priscila Rodrigues disse...

"Hoje não escrevo textos só para desabafar, mas pra compartilhar um pedaço de mim com o mundo. Com todas as minhas experiências vividas ou vividas por pessoas próximas, gosto e quero ajudar. "

Esta ai a razão que criei o meu blog... passa lá depois ;]
voltareei aki smp. adoreei seu blog.
Sucesso.
Beeijos