Páginas

domingo, abril 15, 2012

Mutável.

Tumblr_m1x0slvtgn1r0i9t4o1_500_large
E eu não preciso disso não, sabe?
De gente dizendo o quanto eu mudei ou como aprovaram (ou não) essa mudança. Gente que mais parece meus pais do que meus conhecidos.
Se acalma aí, ô! Vai fazer algo que você possa se orgulhar de si mesmo ao invés de ficar de olho nos erros e acertos dos outros.
Eu sei de mim, né? E quando eu preciso, tem algum amigo aqui ou ali pra conversar comigo.
Entende isso? Não precisamos de jeito nenhum de ninguém falando besteiras sobre nosso respeito à nós mesmos, principalmente se for algo bom. Quando nós mudamos totalmente por fora, com certeza essa mudança já vinha acontecendo por dentro há bastante tempo. E quando a gente percebe que mudou, é quando precisamos mudar, afinal já mudamos há algum tempo...A coisa é assim: demoramos a perceber pois nós mudamos, fazemos a mudança no nosso mundo e só depois vemos o quanto mudamos. E se a gente escuta que mudou, logo se acomoda. Para de mudar. Dá pra entender?
Caramba, né?
Se tem uma coisa que aprendi, foi a deixar a mudança fluir. E se eu souber dessa mudança, ela permanece em segredo. Isso sim eu guardo muito bem.

3 comentários:

Lídia Monteiro disse...

Como eu concordo contigo...
Tem muita gente que não vive, não faz nada da vida além de ficar reparando quem mudou, quem não mudou, se você acertou ou errou.
Quando a gente muda, deixa muita coisa pra trás pra ver se se renova mesmo, às vezes a gente "perde" um pouco com isso, mas sabe aquela música do Lulu Santos : 'O que eu ganho e o que perco, ninguém precisa saber..' Então, é justamente isso!

Beijos


www.nadadeperfeicao.com

Hatinha disse...

Condiz tanto com o meu momento, com o que eu vivi.

Beijo
Boa Semana

Beatriz Leite. disse...

Fico feliz que gostaram, e que entendem o que eu quis passar nesse texto...
Beijos =*