Páginas

domingo, março 07, 2010

Seja um colaborador(a) do perfeita inexistencia !

Tá gente, eu disse que ia, e agora vai! Eu tô em busca de colaboradoras e colaboradores pro meu blog, porque eu nao tô dando conta, e nao to fazendo nada a respeito! Entao como eu já tinha visto no #ddq e no just lia, resolvi fazer. Vão ser categorias, e pra cada categoria vou escolher uma ou duas pessoas, ok? Serão as seguintes:

-Mundo:
o colaborador deverá abordar temas gerais, que acontecem e que marcam o tempo, tipo desastres, bbb, realitys e coisas que passam na tv.

-Música:
o colaborador deverá entender basicamente de musica, e tem que postar sobre bandas, lançamentos, atros desconhecidos ou antigos, entre outros.

-Moda:
o colaborador devera ser nosso fashionista de plantão, e tem que entender bem de moda, das tendencias, e dos #euqueros que circulam nosso mundo.

-Pra pensar:
o colaborador tem que ser um bom 'pensador', pois terá que fazer textos, reflexoes, ou afins pro blog.

-Tudo trash:
o colaborador tem que saber o que presta ou nao nos dias de hoje, e seu marcador será basicamente um #euodeio , e ele tem que postar pelo menos uma coisa que odeia por post.

-Fotografia:
o colaborador tem que sacar de fotografia, e ele sempre terá que comentar algo relacionado, dar ideias, inspirações, plugins entre programas, etc.

-Acessando:
o colaborador tem que entender de internet e dar boas dicas de sites sempre.

-Beleza:
o colaborador tem que por sempre tutoriais e afins dobre tudo que envolve beleza, maquiagem e tudo que voce imagina sobre beleza.

-Conselheiro:
o nome ja diz, falar, escrever textos sobre comportamento, dia a dia, amor e etc.


Entao gente, se voces quiserem fazer parte de um ou mais desses topicos, mandem um post completo sobre o tema que voce escolheu e um texto falando como conheceu e porque quer fazer parte da galera do blog pra beatrizleite@live.co.uk ok? Se inscrevam e me ajudem a nao abandonar o blog, nunca!

2 comentários:

Lidi disse...

PAARA PENSAR : As palavras são tão poderosas quanto armas. O efeito é praticamente o mesmo: Fere e machuca, porém as armas tem ação instantânea: Atirou, morreu. Ja as palavras, matam aos poucos. A semelhança é que ambas não permitem arrependimentos: Depois que apertou o gatilho, impossível voltar atrás.(minha autoria ) @lids

Dani disse...

PARA PENSAR:Faça o que puder, com o que tiver, onde estiver. (Theodore Roosevelt.
Você pode até se arrepender do que fez, mas já mais se arrepender por não ter feito algo. ;)